sábado, 26 de junho de 2010

PÁSSAROS

                           A Daniel Everson
  
As minhas gaivotas voam presas
no papel, no verso, no método.
Já o teu arsenal de pássaros,
liricamente,
                           é livre no céu
para cantar.
Avante, que escrever é guerra,
cavaleiro vertiginoso!
Faz do teu pássaro, avião.
      

sábado, 19 de junho de 2010

A REVOLTA DA MAIORIA CONTRA OS MAIORES

Finalmente, a grande maioria
resolveu mostrar o seu poder.
Foram à luta contra a minoria
que rapidamente veio a falecer.

— O cachorro late, eu acordo.
   

sábado, 12 de junho de 2010

QUE SE FODA COM A POESIA!

Que se foda com a poesia!
Nem venha com papo-furado
de lirismo e coisa e tal.
Nem queira que esse poeta
tenha o ar de santo-mártir
com asa de anjo celestial.
Não escrevo pra ficar bem,
nem pra falar de belezas,
ou pagar uma de intelectual.
Então, foda-se a poesia!
Se quiser poemas utópicos,
poeta errado, mude o canal.
Deixe-me com o meu jardim,
ele sabe como me acolher
com o seu orvalho matinal.
    

sábado, 5 de junho de 2010

CRIANÇAS DA TEVÊ / CRIANÇAS DA RUA


Crianças branquinhas,
lindas na telinha
da nossa tevê.

                                              Crianças negrinhas,
                                              tristes e sozinhas
                                              e ninguém quer ver.

Crianças benditas,
limpas e bonitas
que adoram ler.

                                              Crianças malditas,
                                              sujas e famintas
                                              sem o que comer.

Crianças brincando
que vivem cantando,
pois amam viver.

                                              Crianças chorando
                                              que vivem roubando
                                              para não morrer.